Leilões de imóveis são confiáveis? Entenda porque vale a pena participar

Leilões de imóveis são confiáveis? Entenda porque vale a pena participar

casa-leilao

Considerados extremamente confiáveis, os leilões de imóveis têm atraído cada vez mais interessados. Não somente pessoas que desejam realizar o sonho da casa própria, como aqueles que pretendem diversificar seus investimentos imobiliários com o intuito de fazer seu dinheiro render. Através do leilão é possível adquirir casa, apartamento, terrenos, salas comerciais, prédios empresariais, entre outros, permitindo que qualquer pessoa possa arrematar algum desses bens. 

Mas, apesar de ser um negócio que tem se mostrado cada vez mais lucrativo e confiável, muitas pessoas ainda se sentem inseguras em investir seu dinheiro em leilões de imóveis. Isso acontece especialmente com aquelas pessoas que não têm conhecimento do mercado imobiliário ou são iniciantes no universo dos investimentos. Conhecer o segmento de leilões é imprescindível para evitar compras que possam trazer prejuízos e dores de cabeça posteriormente.

Para te deixar bem informado sobre este universo e mostrar como os leilões de imóveis são confiáveis, preparamos este artigo para tirar todas as suas dívidas relacionadas a esses temas. Então, boa leitura!

1 – Iniciantes, cuidado com o mercado imobiliário

Como todos sabem, para investir em um ramo ou segmento, é preciso ter um mínimo de conhecimento. E com o mercado imobiliário não é diferente. Muitos iniciantes que sequer entendem da área acabam se aventurando e terminam tendo prejuízo. Por isso, estude sobre investimentos  imobiliários, leilões de imóveis, possibilidades de compras e vendas seguras e tenha certeza que está realizando uma boa aquisição.

Em geral, essas pessoas são influenciadas a investir devido ao baixo preço e à possibilidade de lucro garantido. Mas, comprar um imóvel que está sendo leiloado torna-se vantajoso somente quando o bem está com, pelo menos, 30% do seu valor abaixo de mercado. Ou seja, se não estiver dentro desta média, não compensa investir neste empreendimento.

Essa é a primeira observação que os iniciantes devem ficar atentos ao investir seu dinheiro na compra de um imóvel que está sendo leiloado. Lembre-se que é preciso ter paciência e aguardar uma boa oportunidade de negócio. Não invista no primeiro imóvel que aparecer. Avalie cada oportunidade e só compre se realmente valer a pena.

Então, cuidado, se você está em busca de uma casa ou apartamento para sair do aluguel, por exemplo, essa não é uma boa alternativa. Fechar uma venda às pressas pode trazer prejuízo e arrependimento mais à frente. 

2 – Vale a pena investir em leilão de imóveis

Nos últimos anos, a quantidade de leilões realizados no Brasil aumentou consideravelmente. Entretanto, essa crescente foi ainda maior durante a pandemia da Covid-19. De março a junho de 2020, por exemplo, quando teve início a quarentena, o crescimento de imóveis que foram à venda por instituições financeiras foi de 84%. Isso significa que diversos empreendimentos foram recuperados de seus antigos proprietários e vendidos para quitar alguma dívida. 

Nesse mesmo tempo, houve um aumento de 46% no número de arremates (se comparado ao mesmo período de 2019). Esse crescimento se deu, sobretudo, devido aos descontos no valor dos imóveis, além das facilidades aplicáveis para este tipo de negócio, como parcelamentos maiores e taxas de juros reduzidas.

3 – Sempre pesquise os preços do mercado

Antes de fechar uma compra, faça uma pesquisa de mercado e determine qual valor máximo está disposto a investir para adquirir um imóvel. Isso será um balizador para evitar que gaste além do que realmente pode pagar.

Conte também com a ajuda de um corretor ou especialista em leilões de imóveis, mesmo que eles sejam confiáveis. Peça que ele faça uma avaliação do bem que está sendo leiloado e apresente uma análise da situação real deste imóvel. Avalie não somente a parte física e estrutural, como também as questões jurídicas e financeiras deste empreendimento. Critérios como localização, infraestrutura da região e potencial de desenvolvimento também devem ser considerados.

4 – Leia o edital cuidadosamente

Nunca deixe de ler atentamente o edital do leilão. Nele constam todas as regras e a descrição do imóvel, como estado de conservação, valor mínimo, a taxa do leiloeiro, impostos, bem como as condições de venda e o modelo de contrato que você precisa assinar.

Neste documento também estão presentes as responsabilidades que cabem às partes, no que diz respeito ao pagamento de taxas, como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e as taxas relacionadas ao condomínio. Além disso, no edital é colocado o dia, horário e local que o leilão será realizado, assim como todas as informações relacionadas ao evento.

5 – Prefira pagar o imóvel à vista

Ao arrematar um imóvel em um leilão, opte sempre por pagar o bem à vista. Evite pedir financiamento junto a uma instituição financeira, pois serão cobrados juros elevados, não compensando, assim, o desconto recebido na compra do empreendimento.

6 – Opte por imóveis desocupados

Antes de comprar o imóvel no leilão, certifique-se que ele está desocupado. É importante ficar atento a isso, já que muitos empreendimentos que vão leilão com os antigos proprietários ainda residindo na casa ou apartamento.

Em alguns casos, essa saída pode demandar alguns meses, já que o processo de despejo pode ser algo lento e burocrático. Será que você estaria disposto a aguardar tanto tempo assim com alguém morando em sua propriedade? Claro que não!

Outro detalhe que deve-se ficar atento é com relação às taxas do imóvel, como IPTU e condomínio, que talvez não tenham sido pagas pelo antigo inquilino e estejam em atraso, bem como a estrutura do local, que pode não estar em bom estado e necessite de reparos.

Então, para evitar passar por situações como estas, sempre que for participar de um leilão, opte pelos imóveis que estejam desocupados.

7 – Visite o imóvel antes da compra

Caso tenha interesse por algum empreendimento que estão nos sites de leilões, tente visitá-los antes de realizar a compra. Em geral, os editais disponibilizam as datas para visitação do local.

Na oportunidade, avalie todos os tópicos que estão no edital do leilão e certifique-se de que tudo está exatamente como descrito. Se possível, leve um especialista, como um corretor, para que ele possa analisar se o valor pedido realmente faz jus ao empreendimento. 

Como na maioria das vezes os imóveis são seminovos ou usados, outra sugestão é levar um arquiteto para avaliar o empreendimento. Assim, ele poderá fazer o cálculo de quanto poderá ser gasto com possíveis reformas e se este valor está dentro do seu orçamento.

8 – Leilões de imóveis confiáveis: Responsabilidade do comprador

Também estão previstas no edital as obrigações que competem ao comprador do imóvel. É o novo proprietário que deve arcar com todas as dívidas ativas do empreendimento, como taxas de condomínio, IPTU, reformas, registro de cartório, Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), entre outras.

O investidor deve considerar todos esses pontos antes de arrematar o imóvel. Se colocado na ponta do lápis todos esses valores, e, ainda assim, o montante do arremate estiver dentro do que pretende investir neste bem, então esta compra é bastante vantajosa.

9 – Registre o imóvel arrematado em leilão

Assim que concluir a compra do imóvel em um leilão, busque imediatamente o cartório e comunique o arremate do bem. A instituição irá registrar na matrícula do empreendimento que ele foi vendido, evitando que seja disponibilizado novamente em outro evento.

10 – Quem pode participar de leilões?

Pode participar de um leilão toda e qualquer pessoa física ou jurídica, desde que seja maior de idade e que esteja na administração livre de seus bens. Além disso, o processo conta também com a presença do vendedor do empreendimento, além do leiloeiro e demais arrematantes que tenham interesse nos imóveis. 

Em geral, ocorre a divulgação de leilões em veículos de grande circulação, como jornais impressos. Porém, também é feita a divulgação por meio online, através dos sites leiloeiros ou ainda nos endereços eletrônicos dos tribunais. Para participar dos leilões não é necessário realizar o preenchimento de cadastro.

11 – Leilões de imóveis online são confiáveis?

Como citamos, os leilões de imóveis podem acontecer por meio eletrônico, modalidade esta que é aberta ao público. Para isso, estipula-se um valor mínimo do bem, e, quem oferecer o maior lance, arremata o empreendimento que tanto almejava. A vantagem dos leilões virtuais, especialmente em meio à pandemia da Covid-19, é que evita-se aglomerações.

12 – Busque uma empresa especializada

Como já adiantamos no começo deste artigo, comprar imóveis em leilão é bastante vantajoso para quem quer aplicar seu dinheiro ou investir no mercado imobiliário, porém, é preciso conhecer este ramo. Mas, não é porque falta conhecimento que você não pode enveredar por este caminho.

Sendo assim, busque uma empresa especializada em leilões de imóveis, para que os profissionais possam orientar e tirar dúvidas sobre qual o melhor empreendimento para aquele momento. A equipe dará total suporte na escolha e compra do bem, se ele pode ou não ser vantajoso futuramente, quais as regiões de maior valorização. Além disso, como evitar uma aquisição que trará dor de cabeça.A Dreams Real Estate é uma assessoria especializada em leilões de imóveis composta por um time de profissionais altamente capacitados e que pode tirar todas as suas dúvidas relacionadas a investimentos imobiliários. Entre em contato conosco e conheça nossos serviços.