Leilão de imóvel com parcelamento? Sim, isso é possível! Veja como

Leilão de imóvel com parcelamento? Sim, isso é possível! Veja como

leilao-financiado

As chances de arrematar um imóvel em leilão com parcelamento favorece a compra e venda desse tipo de bem.

O novo Código de Processo Civil deixa explícito a regra que facilita o parcelamento em caso de leilões judiciais, sendo o período de até 30 meses, com 25% de entrada.

No entanto, para parcelar imóveis em leilões judiciais, deve haver comunicação para o leiloeiro, pois o novo Código obriga o envio da proposta inicial e detalhada. 

Existem duas possibilidades de arrematar um imóvel em leilão: pagamento à vista ou parcelado, conforme o artigo 895 do Código de Processo Civil.

Contudo, sabemos que a opção parcelada é a que mais atrai os interessados em adquirir imóveis, já que poderá dar de entrada um valor menor e pagar aos poucos o restante. 

Continue a leitura do artigo e entenda como é feita a compra por parcelamento em leilões! 

O que são os leilões de imóveis?

Leilão é a atividade de venda de certos itens ou mercadorias. O licitante com lance mais alto compra o produto.

Portanto, quando um item vai a leilão, o valor que anunciam é mais baixo geralmente. Vários interessados competem por este bem e fornecem maior valor ao procurá-lo.

Os leilões de imóveis são feitos em diferentes circunstâncias. Uma delas é quando o proprietário do imóvel enfrenta dificuldades financeiras e não pode pagar o empréstimo. 

O imóvel também pode ser leiloado quando é utilizado como garantia comercial e as partes não assumem obrigações.

Nesses casos, a instituição financeira proprietária do imóvel retira o imóvel e o vende em leilão para reaver o valor.

Como funciona o leilão?

Comprar bens através de leilões possui algumas diferenças em relação a compra e venda direta, pois ao invés de entrar em contato com um vendedor, você irá participar de uma disputa.

Leilões podem ocorrer online ou presencial. Assim, o leiloeiro (responsável por comandar o processo) receberá e analisará os diferentes lances de arremate.

Haverá verificação de qual comprador ofereceu a maior quantia de valor e que, dessa forma, será o proprietário do bem imóvel.

Geralmente, os valores de lances partem a partir de um valor mínimo após a avaliação do imóvel.

No entanto, caso não haja lances para esse bem no primeiro leilão, um novo processo será aberto, reduzindo o valor para entre 40% a 60% do preço de avaliação.

Como funciona o parcelamento em leilão de imóvel?

Qualquer pessoa interessada nesta forma de pagamento ao leiloar um imóvel pode apresentar uma proposta por escrito ao tribunal ou leiloeiro antes do início do primeiro leilão. 

A proposta deve ser paga 25% em dinheiro, e é possível parcelar o saldo restante em até 30x. 

O pagamento pode sofrer reajustes de acordo com índice do tribunal competente. 

Ressalta-se que esta proposta deve basear-se no valor de avaliação do imóvel no primeiro leilão.

A mesma forma de pagamento vale para o segundo leilão do imóvel, sendo que nesta oportunidade, o parcelamento deve estar de acordo com o percentual apurado pelo juiz do processo.

Dessa forma, 50% ou 60% do valor estimado do imóvel, sempre 25% à vista, e o saldo remanescente é de no máximo 30 períodos, corrigido de acordo com índice do tribunal competente.

Vale frisar que seja no primeiro ou no segundo leilão, o valor do parcelamento não pode ser baixo.

No entanto, em caso de leilão a prazo, o bem leiloado ficará hipotecado ao juízo como garantia de pagamento, e permanecerá até que todas as parcelas sejam pagas.

Desse modo, poderá o pagamento da hipoteca ser finalmente retirado. 

Importante lembrar que embora o primeiro ou o segundo leilão aceite ofertas de parcelamento, eles não vão suspender o leilão, pois o pagamento à vista é melhor do que o parcelado. 

Por fim, em caso de alguma das parcelas não seja paga, haverá aplicação de multa de 10% pela parcela que venceu. Além disso, haverá o a do acréscimo do pagamento que está prestes a vencer, e em função do atraso o licitante não poderá participar em nenhum leilão do imóvel.

Vantagens de participar de leilões de imóveis

1- Preços atraentes

Para quem quer economizar na compra de um imóvel, o leilão é a oportunidade perfeita para buscar o que procura.

Além disso, é possível vender os imóveis a preços mais acessíveis do que o seu valor original.

2- Disponibilidade de imóveis

Momentos de crise econômica ajudam no crescimento de imóveis dos mais diversos tipos.

Dessa forma, aumenta a disponibilidade de empreendimentos nos leilões. 

Sabemos que em casos de inadimplência, os imóveis também vão para leilões, o que facilita a disponibilidade dos mesmos. 

3- Rapidez

Depois do arremate e pagamento do imóvel, o novo proprietário receberá o passo a passo para ter seu bem em mãos.

Após toda a documentação estar em dia, o novo proprietário poderá usufruir do imóvel.

Desse modo, quem deseja um bem imóvel já pronto poderá usufruí-lo em menos tempo do que se fosse construir um imóvel.

4 dicas para participar em leilão com parcelamento

Confira a seguir 4 dicas para evitar perdas e prejuízos em leilões de imóveis.

1- Analise o edital com atenção

Leia o edital para saber a data e hora do leilão e informações sobre o imóvel que será leiloado. 

Se não tiver a certeza se o valor é correto e o imóvel se encontra em bom estado, consulte uma imobiliária para saber se o artigo a leiloar vale a pena. 

2. Pague em dinheiro 

Se você pagar em dinheiro, poderá comprar o imóvel leiloado por um preço acessível.

Nesse caso, o financiamento pode encarecer o valor por conta dos juros altos. Por exemplo, fazendo com que o custo do imóvel do leilão seja muito superior ao do imóvel em uma fábrica. 

Portanto, vale a pena avaliar cuidadosamente esta questão. 

3. Visite a propriedade antes de arrematar

Você visitou o site do leiloeiro, leu o aviso, verificou a data do leilão e encontrou uma propriedade que pode ser um bom negócio para você. 

Depois disso, o correto é visitar pessoalmente os imóveis para fazer uma análise pessoal e verificar se estão em bom estado.

4- Converse com especialistas jurídicos 

É importantíssimo contar com o suporte de uma assessoria jurídica ou com o trabalho de profissionais da área. Eles vão te ajudar a verificar as questões legais e, até mesmo, a documentação do novo imóvel.

Vale frisar que na avaliação você conseguirá prever se a compra do imóvel será um bom negócio ou irá lhe trazer problemas futuros.

Portanto, vale a pena consultar um especialista na área antes de fechar negócio.

Afinal, vale a pena o leilão de imóveis?

Depois de seguir as dicas e os cuidados que você deve tomar nos leilões, e pesar os riscos e as vantagens de se obter um imóvel por meio de leilão, pode-se perguntar: Vale a pena o leilão de imóvel?

A resposta depende de vários fatores. Se você encontrou o imóvel ideal, verificou seu estado, analisou os documentos e dívidas envolvidas e tem dinheiro para pagar à vista, então vale a pena comprá-lo.

Por outro lado, os riscos envolvidos podem tornar esta operação desfavorável e estressante, podendo valer a pena comprar um novo imóvel durante o processo normal de compra e venda.

Conclusão sobre leilão de imóvel com parcelamento

A partir da leitura do artigo, você já consegue compreender como participar de um leilão e arrematar um imóvel de forma parcelada. 

Contudo, há afirmações também ao longo do texto que recomendam a busca por assessoria jurídica em leilões de imóveis. 

Para isso, entre em contato com a Dreams Real Estate, uma empresa especializada na área de leilões, que oferece a assessoria que você precisa para buscar o imóvel dos seus sonhos e muito mais!

Acesse o nosso site e entre em contato para entender mais sobre como funcionam os processos e como podem te ajudar.