Formas de comprar imóveis: porque leilão é a mais vantajosa

Formas de comprar imóveis: porque leilão é a mais vantajosa

Conquistar a casa própria de fato é o sonho de muitos brasileiros, mas comprar um imóvel pode ser muito burocrático, por isso, optar por uma propriedade leiloada é uma boa alternativa em 2020. A partir de leilão pôde-se obter um desconto superior a 20% em relação aos valores de mercado direto. Neste artigo vamos mostrar quais são as formas de comprar imóveis.

Segundo Fernando Cerello, leiloeiro oficial da Mega Leilões, empresa especializada em realizar leilões judiciais, bem como extrajudiciais de imóveis no Brasil. Ele explica: “Devido à flexibilidade para pagamento e a redução do valor do imóvel, que varia de 40% a 70%, o leilão pode ser uma boa oportunidade de investimento para 2020. Mesmo com o corte na taxa Selic e a redução da taxa de financiamento pelos bancos, comprar imóvel em leilão continua sendo a opção mais vantajosa. Além disso, a conservação do imóvel, que na maioria das vezes é boa, contribui para que a compra em leilão seja interessante, tanto para quem pensa na casa própria, quanto para quem deseja investir e gerar recursos”.

Como funciona a compra de imóvel em leilão? 

A compra de imóveis em leilão funciona da seguinte forma: o consumidor entra no site da leiloeira ou vai pessoalmente ao local, se o leilão for presencial, escolhe o imóvel, dá o seu lance e fica no aguardo da confirmação. Caso o lance seja aprovado, o comprador é orientado à documentação e formas de pagamento do arremate. 

O sistema de leilão também é considerado emocionante para os participantes porque costuma haver uma grande disputa pelos melhores bens. Portanto, a característica mais importante de um leilão de imóveis é que ele é extremamente trabalhoso para o comprador. É necessário prestar atenção antes de calcular o lance máximo que você deve apresentar. O interessado precisa pesquisar sobre dívidas antigas, checar documentos, estudar as melhores formas de pagamento e ler com atenção todas as regras no edital. Em seguida, ainda é possível ir a um leilão e não comprar nada porque outra pessoa aceitou pagar mais do que parecia razoável pelo bem.

Veja abaixo porque comprar imóveis em leilão é vantajoso 

Quais as melhores formas de comprar imóveis para investir?

O leilão judicial é a oferta de bens em garantia do pagamento de dívidas em processo judicial, já o leilão extrajudicial acontece quando uma pessoa física ou jurídica precisa vender um imóvel de forma rápida, fugindo da burocracia comum do mercado imobiliário.

No leilão extrajudicial acaba sendo mais para para investimentos, por não ter necessidade de recorrer à demanda judicial na retornada do imóvel, os bancos acabam fazendo isso pelo comprador. Uma das vantagens do extrajudicial é a flexibilidade no pagamento do arremate, já no judicial a possibilidade de parcelar a compra e lá baixa. Separamos algumas motivos para que os imóveis sejam leiloados por meio judicial: 

  • Dívidas trabalhistas do proprietário
  • Penhora por falta de pagamento de pensão alimentícia
  • IPTU atrasado
  • Dívidas de condomínio acumuladas
  • Compra do imóvel feita com dinheiro sujo ou vindo de uma conduta criminosa do proprietário
  • Imóveis em espólio (questões ligadas à herança)

Leilão com alternativa para investimentos.

A compra de imóveis em leiloamento não é boa só para quem deseja ter a casa própria, também há a recomendação do leilão para quem deseja investir no mercado imobiliário, gerando recursos para a renda. 

Aquisição rápida do imóvel.

Eles variam conforme os processos se estipulam pelos órgãos responsáveis do bem, mas o procedimento é rápido e geralmente dura em torno de 30 dias. Já os privados, onde a maioria é adquirido por meio de financiamentos, a compra pode demorar em torno de um ano ou mais para ser concretizada.  

Ainda assim, fazer a compra gera vantagem para quem está com pressa e não quer esperar mais de 2 anos, que costuma ser o tempo médio de construção de um imóvel na planta, para ter o seu.

Mais segurança e menos burocracia.

A compra de um imóvel em arrematação acaba sendo menos burocrática que o financiamento. Para adquirir um imóvel nessa prática, o consumidor deve se cadastrar inicialmente no site da leiloeira, dar o lance no imóvel desejado e em seguida acompanhar os trâmites legais para a posse, que varia conforme o edital de cada leilão realizado. A maioria das leiloeiras possui certificado de segurança e profissionais especializados no assunto, garantindo a eficácia no processo.

Mais opções de imóveis prontos disponíveis.

Os leilões possuem uma vasta opções na hora de comprar imóveis prontos, não tendo a necessidade de esperar ele ficar pronto para aquisição. Após a arrematação da propriedade escolhida, o cliente recebe as guias de arrematação por e-mail, realiza o pagamento, envia para a leiloeira os comprovantes e aguarda a homologação do juiz.

Maior possibilidade de gerar recursos. 

Atualmente é possível fazer a compra de uma propriedade pronta ou semi reformada em leilão, por isso, essa é uma boa oportunidade para gerar vantagens por meio da venda ou locação. Por exemplo, se o cliente  pagou R $140 mil em um imóvel semi acabado, com a reforma ele gasta R $170 mil no total, podendo realizar a venda por R $200 mil, já que a reforma valoriza a propriedade. Além disso, os recursos gerados por meio da locação de imóveis representam um bom caminho para iniciar um trajeto de independência financeira, tratando-se de investimentos.

Separamos algumas dicas abaixo na hora de comprar imóveis leiloados:

Prefira imóveis desocupados.

Mais de 90% das propriedades imobiliárias que estão em arremate, tem os inquilinos antigos residindo nelas. Ou seja, ao comprar um deles, o comprador recebe uma carta de arrematação que lhe permitirá solicitar a desocupação instantânea do imóvel. É comum que o inquilino entre contra a arrematação ou a execução do imóvel, sendo necessário uma discussão na Justiça e isso tudo torna a desocupação demorada.

Verifique se há ações judiciais contra a execução.

Na maioria das vezes, a demora na desocupação de imóveis que se compram em leilões se dá por liminares obtidas pelos ocupantes. Principalmente em contratos antigos de financiamento de imóveis, é comum que os ocupantes reclamem. Nesses casos, o comprador da propriedade terá obrigação de esperar para tomar posse do imóvel, caso o ocupante consiga uma liminar que evite o despejo até o julgamento do mérito do processo.

Visite o imóvel com antecedência.

Não esqueça de sempre verificar a propriedade antes da compra, por isso, entre em contato com o leiloeiro para fazer um cadastro antes da visita. Faça uma inspeção detalhada na propriedade, tenha preferência de ter a presença de técnicos especializados, já que o comprador não poderá devolvê-lo sob a alegação de problemas não-aparentes.

Não deixe de registrar o imóvel após a arrematação.

Muitos imóveis arrematados possuem dívidas penhoradas, inclusive esse tipo de informação deve estar sempre no edital. Para que o bem que você comprou não vá parar em outro leilão, é necessário comunicar a compra ao cartório o mais rápido possível. A venda fica registrada na matrícula do imóvel.

Tire todas as suas dúvidas com um advogado. 

Não é recomendável que a pessoa compre uma propriedade sem a consulta de um advogado, muito menos em leilão. O advogado que vai dizer o que é e o que deixa de ser um bom negócio. Os interessados devem sempre estar atentos e procurar por informações sobre a propriedade imobiliária à venda em leilões nos sites dos principais bancos ou de leiloeiros antes de fazer a compra. 

Desconfie do preço de avaliação do imóvel

Nem sempre a propriedade vale tanto quanto diz no edital do leilão. Converse sempre com um corretor que conheça bem a região. Ele pode  dar uma boa dica dos preços de mercado e mostrar como funciona o local. 

Avalie a melhor forma de pagamento

Pesquisar por preços com menores juros do mercado que não comprometa  mais de 15% da renda mensal com o valor de cada parcela são decisões mais que prudentes. Lembre-se: se o pagamento não for feito nos prazos que decidiram, a propriedade pode voltar a leilão.

Essas foram as vantagens e dicas que separamos você, para que possa comprar seu imóvel sem cair em armadilhas. A compra da casa própria por esse meio pode ser muito positiva desde que se tome os cuidados essenciais.

Siga nossas orientações e além disso, busque todas as informações necessárias que precisa para escolher um imóvel de qualidade. Também não deixe  de utilizar as dicas para definir os lances e fazer boas arrematações durante o leilão.

Faça seu financiamento ser mais vantajoso com a Dreams Real Estate. Se você pensa em financiar um imóvel através de leilões, faça de um jeito tranquilo e com menos riscos.

Gostou desse artigo sobre as formas de comprar imóveis? Então compartilhe com seus amigos!