O conceito Real Estate

O conceito Real Estate

imovel-proprio

 Se você pesquisar o conceito de Real Estate no Google vai encontrar diversas definições. A prática ainda é recente no Brasil e por essa razão, inclusive, o conceito não se popularizou o bastante. 

Vamos explicar cada significado da expressão, mas já adiantamos que vamos nos ater durante o texto a conotação imobiliária em seu contexto mais atual.

O Real Estate é uma fatia de mercado que vem alcançando popularidade no Brasil na última década e sendo abraçada principalmente por jovens profissionais. Para atuar na área exige-se conhecimento sobre finanças, ter entusiasmo para a função, bem como capacidade de se relacionar com outras pessoas. 

Acepções do termo

Como já dissemos anteriormente existem muitos significados que podem ser atribuídos ao termo Real Estate. Vejamos a seguir alguns desses significados. 

Propriedade real 

Essa é a primeira significação que encontramos na superfície. Na verdade, o mais adequado é conceber a expressão como descritivo de imóveis próprios.

Imóveis em jornais 

Grandes jornais de Nova Iorque, por exemplo, possuem uma sessão de imóveis que é conhecida como Real Estate. Nessa parte da publicação aparecem os imóveis para venda, bem como aluguel. 

Mercado imobiliário

De maneira mais generalizada, o termo Real Estate é utilizado para designar o mercado imobiliário, mas também as transações ocorridas no seu âmbito. 

Realizar negociações no modo Real Estate significa arriscar bastante, já que sua característica principal é o espírito alternativo. Ele não possui muita liquidez e nem fontes de informação disponível. Os custos de monitoramento são altos e o retorno de investimento nem sempre é garantido.

Estrutura do mercado imobiliário na perspectiva Real Estate

O jeito mais comum de trabalhar no setor de Real Estate é vender ou alugar imóveis para pessoas físicas ou jurídicas. Outra opção é administrar o andamento de contratos de terceiros, se certificando que os resultados estão saindo como o esperado. 

O perfil desejado para profissionais dessa área necessitam ter muita afinidade com números e finanças, além de conhecimento profundo sobre o mercado. Outra habilidade requerida ao profissional dessa vertente é o poder de se comunicar já que a negociação diretamente com o cliente será uma constante.

Os desafios da função incluem analisar nichos para investir, visitar imóveis que tenham potencial de venda ou aluguel, elaboração preliminar de contratos, dentre outros. 

Vejamos a seguir alguns componentes comuns do mercado.

Real estate venture

Algumas empresas do mercado imobiliário operam com um tipo de capital conhecido como Real Estate Venture. Nesse tipo de modelo é difícil alcançar longevidade numa escala mais elástica, pois o costume é buscar negócios iniciantes com real potencial de crescimento e impulsioná-los. 

Geralmente se faz necessário a entrada de capital externo nessas negociações e é nesse momento que investidores entram em cena. Pelo seu caráter de instabilidade o modelo ainda não é muito utilizado pelos empreededores. 

Real estate agency

Uma Real Estate Agency nada mais é do que uma agência imobiliária. Dentre sua rotina de atividades se encontra lidar com transações de venda, aluguel e outras tratativas do mercado imobiliário. 

De forma convencional se espera que o quadro de funcionários de uma agência imobiliária seja composto por profissionais com o perfil já descrito acima.

Real estate development

Para essa expressão há mais de um significado compatível. 

Pode significar tanto um conjunto de construções erguido numa mesma área por uma mesma agência imobiliária, quanto uma empresa que compra terrenos e constrói casas residenciais ou comerciais. 

O fato é que ambos têm o mesmo intuito: trazer o desenvolvimento imobiliário para uma determinada região, acrescendo seu valor de investimento. 

Real estate tax

Se trata da taxa correspondente ao valor de uma propriedade ou de um terreno que é bastante comum no setor imobiliário e necessário para a continuidade das atividades econômicas. 

Geralmente os órgãos municipais calculam e cobram, além disso, podem variar de acordo com cada localidade. 

Real estate agent

Esse termo diz respeito a figura que conhecemos como corretor de imóveis. É o profissional responsável por auxiliar transações comerciais entre vendedores e futuros compradores. 

Costumeiramente os corretores de imóveis são remunerados com comissões além do honorário convencional. Contudo, a quantidade de seus rendimentos fica comprometida caso não tenha êxito em realizar transações de alta conta. 

Para alcançar os resultados desejados e chegar às comissões ideais é preciso empreender muito na função e perseguir as melhores oportunidades.

Meios para aumentar a receita

Como forma de incrementar os rendimentos no mercado de Real Estate é comum fazer parte de grupos focais de investimento. 

Nesses grupos são escolhidas vertentes de atuação onde os profissionais se concentram em ações específicas de acordo com o objetivo pretendido. A partir dessas características que diferenciam um grupo do outro podemos apresentar dois principais.

De um lado os interessados em imóveis para alugar, do outro os entusiastas em negociações que tenham o objetivo claro de vender. A seguir vamos conhecer mais detalhes de cada um deles.

Imóveis para alugar

Trabalhar com esse nicho de mercado é muito comum e funciona da seguinte forma: o profissional envolvido na transação ganha com o recebimento de uma taxa pelo uso do imóvel. 

Em outras palavras existe a obrigatoriedade do pagamento de um aluguel que é custeado por um inquilino definido através de contrato estabelecido previamente. 

Baseado nessa característica esse tipo de negociação é também conhecida como empreendimento para renda. A ocorrência dos contratos de aluguel é bastante popular por demandar investimento mais baixo por parte dos envolvidos. 

Imóveis para vender

No caso deste tipo de transação, o lucro advém da venda de imóveis, bem como propriedades construídas especificamente para esse fim ou compradas por um preço menor em negociações anteriores.  

É através de contratos assim que são viabilizadas construções de grandes obras como apartamentos e condomínios de casas residenciais. 

Setores de atuação do Real State

Uma vez tomada a decisão sobre atuar na área de Real Estate existem caminhos diversos que podem ser escolhidos em acordo com o setor que se pretende fazer carreira. 

Os profissionais do mercado imobiliário se orientam por meio de tipo de nicho de empreendimento que se tem mais afinidade. Certamente que em alguns momentos o corretor de imóveis irá trabalhar em mais de um segmento até pra complementar renda, mas escolher um setor para se especializar é sempre mais rentável em longo prazo. 

Vejamos a seguir alguns dos setores em que é possível se colocar como profissional do mercado imobiliário.

Residências

Esse setor compreende as transações de aluguel ou compra de imóveis com a finalidade de se tornar moradia para as pessoas. Enquadram-se nessa categoria os terrenos, os lotes, os apartamentos e as casas. 

O profissional especializado no nicho residencial precisa compreender os meandros do negócio e estar pronto para resolver demandas de todos os lados, tanto o comprador no caso de venda quanto do inquilino se for aluguel.

Empresarial 

Estão inclusos nessa categoria de imóveis os edifícios empresariais e as salas comerciais. É muito comum, principalmente nas grandes cidades a construção de centros comerciais integrados reunindo muitos serviços em um só local.

Diante dessa necessidade há bastante valorização das habilidades de negociação dos corretores imobiliários. Se lidar com um inquilino por vez já é uma tarefa complicada, imagina ter que administrar várias demandas ao mesmo tempo. 

O setor comercial sem dúvida é desafiador, mas que escolheu atuar nessa área já estava ciente do que iria enfrentar. Quem ainda não atua e se interessou lendo esse texto pode começar a se preparar desde já.

Industrial 

Nesse nicho de mercado há a negociação de grandes espaços para operações em escalas mais aumentada tais como hangares, pátios, galpões modulares e refrigerados, dentre outros. 

As operações de logística se beneficiam sobremaneira da locação e venda de espaços assim. São em locais assim que grandes demandas comerciais se resolvem e movimentam a economia de um país.

Varejista

No setor de varejo a necessidade de espaços amplos é um pré-requisito básico para que o funcionamento ocorra de forma organizada e a contento. A habilidade para negociar tais espaços faz a diferença na carreira de qualquer profissional da área. 

Saber reconhecer o potencial de imóveis para se transformarem em lojas e grandes shoppings pode ser o ponto de virada na trajetória do corretor de imóveis ou mesmo de uma agência imobiliária. Então, fechar um negócio é o primeiro passo para o sucesso.

Hospedagem 

No campo da hospedagem os imóveis podem fugir um pouco do convencional no que diz respeito à arquitetura e localização. E mesmo sem demandar condições especiais, esta categoria requer um nível elevado de atenção por parte do profissional.

Podem ser caracterizados como imóveis de hospedagem conjuntos de kitnets, hotéis, moradias para estudantes, pousadas, motéis, bem como outros empreendimentos do ramo.

São diversas possibilidades de negociação tanto no âmbito privado quanto no público. Por isso, cabe aos profissionais mais astutos identificar as melhores oportunidades.

O interesse surgiu e é hora de se aprofundar!Este artigo foi apenas o ponto de partida para seu conhecimento sobre o conceito Real Estate. Então, se você tem interesse em se aprofundar em mais conteúdos como esse, basta clicar aqui!