Como comprar imóveis de leilão?

Como comprar imóveis de leilão?

como comprar imóveis de leilão

Atualmente, o mercado disponibiliza diversas opções para comprar imóveis, contudo, o leilão de imóveis tem se mostrado como uma das melhores alternativas de aquisição.

Isso porque os leilões geralmente são menos burocráticos, apresentam menor custo e diversas modalidades.

Com isso, você como comprador pode ficar à vontade para decidir qual tipo de leilão se adequa melhor a sua situação.

Bem, nós sabemos que adquirir um imóvel não é uma tarefa feita do dia para a noite, essa não é a realidade econômica da maioria dos brasileiros.

Mas com as estratégias certas e apoio jurídico, você pode realizar o sonho de ter a sua casa própria.

Os leilões são bastante vantajosos, tendo em vista que, há casos em que os valores de compra que chegam até a 70% de desconto do valor do imóvel.

Interessante, não é mesmo? 

E para te ajudar a entender melhor sobre essa prática e como participar dela, nós da Dreams Real Estate desenvolvemos esse conteúdo para você! Então continue a leitura!

Como funciona o leilão?

Ao contrário das vendas diretas, os leilões funcionam através da disputa coletiva. 

Assim, ao invés de contratar um vendedor para negociar a aquisição dos imóveis, você estará dando lances, junto com outras pessoas, para arrematar o imóvel.

No leilão, o leiloeiro, que é a pessoa responsável por conduzir todo o processo de venda, recebe e analisa os diferentes lances. 

Em seguida, o arrematante que ofereceu a maior quantia de dinheiro arremata o imovél e em seguida, após  os trâmites, ele poderá se declarar proprietário.

Além disso, é comum que os lances partem de um valor mínimo definido a partir da avaliação do imóvel

Entretanto, caso não haja lances para determinado bem em um primeiro leilão, um novo processo é aberto com regras previamente determinadas no edital.

Assim, é reduzido o valor mínimo para o intervalo entre 40% e 60% do preço da avaliação.

Quem pode participar de um leilão?

Pode participar de leilões de imóveis como comprador qualquer pessoa acima de 18 anos, com livre administração de seus bens.

Normalmente, tanto pessoas físicas quanto jurídicas estão habilitadas para oferecer seus lances.

Entretanto, de acordo com a lei do Código de Processo Civil, não podem participar de um leilão de imóveis pessoas que atuam como tutores, testamenteiros, curadores, administradores ou liquidantes. 

Não somente, juízes e membros do Ministério Público ou da Defensoria Pública também são proibidos.

Vale lembrar que o credor da dívida original tem autorização para participar do leilão e comprar um imóvel, utilizando, inclusive, o seu crédito da dívida. 

Entretanto, se o lance for maior que esse valor, o credor deve pagar a diferença.

Leilão Presencial 

Se você deseja comprar imóveis em leilão, é possível comparecer ao evento de forma presencial.

Nessa modalidade, são agendadas em um local, com data e horários.

Nesse dia, estarão presentes todas as pessoas que estão interessadas em fazer os lances e tentar o arremate. 

Aqui no Brasil, é comum que a lei obrigue que determinados tipos de leilão ocorram somente no formato presencial

Leilão Online

Para aqueles que são adeptos a tecnologia, é possível participar de leilões de forma online, para comprar imóveis.

Assim, com a ascensão da internet, os investidores e compradores podem desfrutar das facilidades do remoto para participar de leilões.

Atualmente, no Brasil inteiro, vários leiloeiros permitem que os processos de lances e compra dos imóveis nos leilões sejam feitos online.

Mas não pense que leilão online é terra de ninguém! 

As diretrizes e regras seguidas são as mesmas do modelo tradicional, mas os lances são feitos online. A atualização das ofertas ocorre ao vivo.

Para participar de um leilão online, é necessário se cadastrar no site e você poderá definir um limite máximo para o lance e colocá-lo no automático. 

Com isso, o próprio sistema faz as ofertas até o valor estipulado.

No Leilão Online, se alguém der um lance no último minuto, o leilão é postergado por mais quatro minutos.

Essa ação é feita para que os outros interessados possam dar mais lances e seja um processo justo.

Leilão simultâneo

Os leilões simultâneos também são uma realidade para aqueles que querem comprar imóveis.

Nessa modalidade híbrida, é possível misturar o online e o presencial, onde os interessados podem estar presentes tanto in loco, quanto online.

Nesse modelo, os lances são atualizados em tempo real por meio de um sistema integrado.

Com isso, não ocorre prejuízo a nenhuma das partes.

Agora que você viu as formas de participar de leilões de imóveis, que tal aprender o jeito certo de participar dessas disputas?

Então anota aí:

Dicas valiosas para comprar imóveis de leilão

  • Escolha o leilão se você estiver disposto a esperar

Um dos maiores riscos do leilão é o tempo que pode demorar para o contemplado entrar no imóvel adquirido. 

Essa questão é bastante levantada, porque, em muitos casos, o imóvel leiloado ainda não foi desocupado por seus antigos donos.

Ao concluir a compra, o novo proprietário ganha uma carta de arrematação para solicitar a desocupação.

Entretanto, há casos em que é necessário a intervenção judicial para a desocupação, e isso pode demorar.

Por isso, participar desse processo só é indicado para quem pode e tem paciência para esperar.

Prefira imóveis desocupados

Se você tem pressa e mesmo assim deseja participar dos leilões, dê preferência a imóveis desocupados.

Além disso, ao entrar com uma ação para despejar o morador, o interessado terá um custo adicional, porque o banco pode preferir repassar esse processo de desocupação da unidade ao novo proprietário.

Então, para evitar essas questões, observe se o imóvel que você está interessado em arrematar é desocupado.  

Leia com cautela o edital

A maioria das pessoas tem o costume de entrar em negócios sem ler, devidamente, a papelada e isso pode te colocar em uma fria!

Por isso, é de suma importância ler com cautela o edital, pois essa documentação tem as principais informações sobre o imóvel a ser leiloado.

No edital, você poderá encontrar a data do leilão, o valor mínimo de venda, o estado de conservação, quem é o vendedor e de quem são as responsabilidades por cada um dos custos excedentes, como impostos e taxas de condomínio. 

Marque uma visita antes de fechar o negócio

Mesmo que o leilão ocorra de forma online, tente realizar uma visita ao imóvel antes de bater o martelo.

É de suma importância realizar uma inspeção minuciosa, e se possível, com a ajuda de pessoas especializadas em obras e reformas.

Como sabemos, imóveis costumam apresentar probleminhas, e o comprador não poderá devolvê-los sob a alegação de problemas não-aparentes. 

Entretanto, se alguém ainda estiver morando no imóvel, é possível que o morador se recuse a abrir a porta e permita a visitação dos interessados.

Por isso, pode ser necessário entrar em contato com o leiloeiro para verificar se é necessário fazer um cadastro antes da visita.

Defina seu lance

Um dos primeiros erros que pessoas que estão iniciando no ramo do leilão cometem é entrar para arrematar com a expectativa de comprar um bom imóvel pelo lance mínimo. 

Saiba que quanto melhor a localização e o estado de conservação do imóvel maior é a chance de que vários interessados se apresentem. 

Por isso, é comum que o leiloeiro estimule uma disputa acirrada, onde o interessado apenas levanta a mão e cabe ao leiloeiro dizer o valor do lance. 

Vale lembrar que, quando há muitos interessados, o leiloeiro pode elevar o lance.

Esse tipo de ação se chama Incremento e ele pode variar de acordo com valor do imóvel, sendo entre 2.000 até 50.0000, a cada vez que alguém levantar a mão. 

Registre a propriedade após a arrematação

Imagina conseguir arrematar o imóvel dos seus sonhos e descobrir que ele está sendo arrematado em outro leilão, que dor de cabeça, não é mesmo?

Isso acontece quando os imóveis leiloados possuem outras penhoras e, inclusive, essa informação deve constar no edital. 

Então, para evitar que o bem comprado não seja arrematado em outro leilão, é necessário comunicar a aquisição ao cartório o mais rápido possível. 

Dessa forma, você poderá registrar a compra na matrícula do imóvel.

Tenha sempre o apoio de uma assessoria jurídica na hora de comprar imóveis através de leilão

Existem vários motivos que levam um imóvel a leilão, entre eles: atraso no pagamento do financiamento, ações movidas por falta de pagamento de mensalidades de condomínio ou IPTU, por exemplo. 

Sabendo dessas inadimplências, é de suma importância ter o apoio de um advogado para levantar as dívidas atuais do imóvel.

Os débitos deixados pelo atual morador podem ser repassados para você, é por isso que é necessário estar ciente de toda a situação para não ser pego de surpresa.

Além disso, a assessoria jurídica pode te ajudar a verificar se há ações judiciais contra a execução da negociação.

Essa ação é importante porque nem sempre os bancos esperam o julgamento final dessas ações para oferecer o imóvel de forma extrajudicial. 

Então, se o proprietário está a par sobre a venda, ele pode entrar com uma ação para anular o negócio.

Assim, se você tiver arrematado uma propriedade nessa situação, é possível perder o negócio.

Tenha o melhor da assessoria Jurídica na hora de comprar imóveis através do leilão, com a Dreams Real Estate.

Nós estamos aqui para te ajudar no processo de compra do seu imóvel, tudo isso de maneira mais prática. Assessoramos toda a parte jurídica e burocrática para que você possa adquirir com tranquilidade o seu imóvel! 

Entre em contato conosco e saiba como!